quinta-feira, 22 de abril de 2010

Mito ou verdade: encurtadores de URL deixam a navegação mais lenta?

Descubra se os encurtadores de links fazem com que o acesso a sites fique mais demorado ou se é tudo coisa da sua cabeça!

Há algum tempo surgiu na internet a figura de um novo tipo de website, tratava-se dos encurtadores de URL, ou seja, sites que deixavam links muito compridos menores. À primeira vista esse tipo de serviço pode parecer um pouco inútil, mas acompanhando o crescimento do Twitter, esse segmento também cresceu bastante.
É bem verdade que alguns deles são bastante úteis, mas é difícil encontrar alguém que nunca tenha tido a impressão de ter seu acesso dificultado com a utilização dos encurtadores, tanto por razões de velocidade, quanto por motivos de indisponibilidade dos servidores que armazenam os links.
Os 
links estão cada  vez menores.
Se você é um desses usuários e já teve essa impressão, pode ficar tranquilo, pois isso não é coisa da sua cabeça! Os encurtadores de URLs, apesar de muito úteis em vários momentos, podem ser bastante ruins para quem precisa muito de dinamismo e não pode depender de disponibilidade de servidores e possíveis travamentos por falta de banda.
Mas por que isso acontece?
Para entender um pouco mais a questão, o Portal Baixaki reuniu os maiores motivos que fazem dos encurtadores um problema para grande parte dos usuários em alguns instantes de suas vidas na web.

Você está sendo redirecionado
Isso ocorre porque em links diretos, tudo ocorre em linha reta, saindo de uma página para a outra. Já com os links criados pelo serviço de encurtamento, o usuário é levado a uma página que o redirecionará para outra, tendo, portanto, um caminho menos “reto”, com mais obstáculos e dependendo de pelo menos dois servidores.
Bloqueio
Não todos os encurtadores são realmente confiáveis, pois existem usuários mal intencionados que usam links encurtados para disfarçar endereços com arquivos maliciosos ou então para sites de conteúdo adulto (muito utilizados para disseminar vírus e outras pragas virtuais).
Bloqueios são frequentes
Por isso é comum que administradores de redes bloqueiem o acesso de seus usuários para alguns desses encurtadores. Esse bloqueio faz com que seja impossível acessar os sites desejados, por isso é recomendado pensar bem qual encurtador de URLs você vai utilizar antes de postar o link por aí.
Cuidados que podem ser tomados
É bom não clicar em todos os links que aparecem na sua timeline do Twitter, mas além do tradicional conselho: “não confie em tudo o que recebe”, o Portal Baixaki também recomenda a utilização do LongURL, um complemento para Firefox que permite a visualização do link completo antes de abrir o link reduzido.
Considerações finais
O site holandês de monitoramento web WatchMouse fez um estudo com 14 dos mais utilizados serviços de encurtamento de links para saber quais melhor trabalham para tornar a navegação dos usuários mais rápida e tranquila. Segundo as análises do site, os encurtadores de URLs mais rápidos e mais estáveis são: Twt.tl  e Goo.gl.
Twt.tl é o encurtador integrado ao próprio Twitter, sendo mantido por ele. Seu funcionamento pode ser percebido quando são criadas URLs encurtadas nos tweets sem que sejam exigidos esses encurtamentos. Goo.gl é mantido pela Google, sendo compatível com a extensão para Mozilla Firefox  e para Google Chrome 
Cuidados devem ser tomados
Esse estudo, analisado junto com as informações passadas pelo Portal Baixaki neste artigo, prova que não há nada de mito na questão proposta: os encurtadores de URL tornam a navegação mais lenta, sim!
Agora é a sua vez de dizer o que pensa a respeito deste tão disseminado serviço. Seria possível tamanho sucesso se não houvesse a influência do Twitter? E quais são os encurtadores mais utilizados por você? 

Fonte:  Baixaki

Nenhum comentário: