sexta-feira, 11 de março de 2011

Mesmo em 2999, "Futurama" é menos absurda que "Simpsons"

Uma nova temporada de "Futurama" é sempre encarada como mais uma oportunidade para o talento de Matt Groening brilhar outra vez.
Em 1999, quando o criador dos Simpsons anunciou uma nova série animada, já ostentava por uma década a condição de gênio. Se Homer e Bart eram a coisa mais engraçada da TV, todos queriam ver a visão de Groening do futuro.Não foi tão sensacional assim. Da estreia até 2003, "Futurama" provocou muitos risos, mas esbarrou na comparação com os Simpsons.
 Bender aprecia a tatuagem do amigo Fry em cena de "Futurama"

Depois de anos suspensa, em plena crise criativa, a série retornou nos Estados Unidos há duas temporadas.
Os personagens principais permanecem: Fry, entregador de pizza do século 20 jogado mil anos no futuro, sua garota ciclope Leela, inspirada em Linda Hamilton no "Exterminador do Futuro", e o robô doido Bender.
O visual futurista é bárbaro, mistura de Springfield com as HQs de Moebius.
Nos roteiros, a receita tem menos o dia a dia absurdo dos Simpsons e mais tramas de "sitcom". "Futurama" se tornará um programão quando acertar essa mistura.

Nenhum comentário: