terça-feira, 22 de março de 2011

Regis Tadeu: "O ego de Maria Bethânia no país dos amigos"


Regis Tadeu, editor das revistas Cover Guitarra, Cover Baixo, Batera, Teclado & Piano e Studio, publicou um novo artigo em sua coluna do Yahoo!. Confira alguns trechos da matéria.
Não se falou em outra coisa na semana passada: a aprovação por parte do Ministério da Cultura de um pedido de captação de recursos feito por Maria Bethânia para fazer 365 vídeos declamando poesias em um site a ser criado especificamente para isto. Nada disto seria motivo de alarde se não fosse a exorbitante cifra liberada: inacreditáveis R$ 1,3 milhão!!!
Primeiro, é preciso que você entenda que esta dinheirama toda não será doada pelo governo, e sim que a cantora recebeu autorização para ir atrás de empresas interessadas em financiar este projeto e deduzir a grana aplicada de seu próprio Imposto de Renda.
Sim, eu sei o que você está pensando… Eu pensei a mesma coisa, principalmente por saber que é possível hoje em dia, usando profissionais competentes e equipamentos relativamente baratos, fazer um videoclipe bacana R$ 6 mil e até mesmo gravar um disco inteiro com R$ 15 mil, mas sei que, embora com falhas e distorções gritantes, a Lei Rouanet ainda é nos dias de hoje a principal ferramenta para incentivar a cultura nacional, que possibilitou a viabilização de projetos bacanas que talvez jamais saíssem do papel. Mas a maior falha nesta história toda da Bethânia é a falta de bom senso.
É claro que não vou questionar aqui a relevância de um projeto deste tipo junto ao público, pois seria leviano de minha parte tentar adivinhar a receptividade que ele teria. Tenho certeza de que Bethânia é muito exigente e não iria fazer um troço qualquer “nas coxas”, o que explica a inclusão de um diretor decinema talentoso na parada, que é o Andrucha Waddington, mas a questão é outra. O projeto de Bethânia em si é um absurdo por si só. Criar um blog só para abrigar 365 vídeos é um acinte total. Pergunte a quem tem um blog caprichado e veja se ele gastou 1% do valor aprovado.
Você que me acompanha nos vídeos do “Na Galeria do Regis” e “Na Mira do Regis” aqui no Yahoo! tem que saber que dá trabalho colocar estes materiais audiovisuais no ar para que você possa assisti-los confortavelmente no computador. Por isto e por experiência própria, sei que estes absurdos 365 vídeos serão gravados em uma etapa só, algo que deve demorar no máximo um mês de trabalho, já que não haverá nenhuma superprodução envolvida.
(...)
E não é só a Bethânia que pode ser incluída neste rol de críticas. O sr. Arnaldo Jabor, que se arvora de ser uma espécie de “defensor da moralidade ética deste País”, deixou o seu papel momentaneamente de lado quando pediu – e conseguiu – R$ 12 milhões para fazer aquela bomba pretensiosa de filme que ele batizou como “A Suprema Felicidade”. Fernando Deluqui, guitarrista do redivivo RPM, pediu mais de R$ 207 mil para fazer um disco e um DVD, Erasmo Carlos e Nando Reis requisitaram mais de R$1 milhão cada um para fazer suas respectivas turnês, Maria Rita pediu mais de R$ 2 milhões para fazer o mesmo, Gilberto Gil captou 800 mil para fazer sua turnê logo depois de deixou de ser ministro da própria pasta da Cultura, Gal Costa conseguiu a aprovação para captar R$ 2,2 milhões para seu projeto Tom de Gal, com interpretações para canções de Tom Jobim em oito shows que depois serão editados para o lançamento de um DVD… Até picaretagens musicais como o Tchakabum requisitou, acredite, mais R$ 1,5 milhão para um tal “Projeto Tchakabum é Pura Energia”!!! Pô, onde é que isto vai parar?
Leia a matéria na íntegra no link abaixo.
Mais informações: Yahoo!

Nenhum comentário: