domingo, 27 de fevereiro de 2011

Voltando pra casa. E as bizarrices?

Rock in Rio retorna ao Brasil em 2011

2011 será o ano do retorno do Rock in Rio ao Brasil - pelo menos foi o que informou o atual prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes. Em coletiva de imprensa realizada neste domingo, 18, Paes disse que a primeira obra para os Jogos Olímpicos de 2016 será a construção de um parque público, que também receberá eventos musicais. O festival será realizado em setembro.

"Vi a experiência do Rock in Rio em Madri e Lisboa, onde fizeram parques especialmente para o evento. Como a gente não teria condições de construir um local exclusivo para o festival aqui, a ideia é erguer um parque que será usado pelos atletas nas Olimpíadas. Já fica como legado dos Jogos", disse o prefeito, segundo a página online do jornal O Dia. De acordo com ele, o uso será feito por meio da locação dos organizadores, nos moldes dos eventos no Sambódromo. Com capacidade para até 150 mil pessoas, o parque será construído em uma área situada entre o Autódromo de Jacarepaguá, na Zona Oeste, e o Riocentro. Ele afirma que a desapropriação do espaço foi iniciada no começo de 2010 e que o anúncio oficial das obras de construção será realizado em 9 de agosto.

Em junho de 2009, Roberto Medina, organizador do Rock in Rio, já mostrava interesse em trazer o evento de volta para o Brasil em 2011 - após terem sido realizadas quatro edições em Lisboa, Portugal, e duas em Madrid, na Espanha. "Tinha difundido a ideia de levar o festival de volta ao Brasil em 2014, na época da Copa do Mundo, mas a prefeitura do Rio quer que o evento se realize antes", disse ele, na época. Medina ainda havia revelado que o Rock in Rio teria três noites de pop rock, uma de metal e outra dedicada ao indie.

Segundo O Dia, Shakira e Radiohead foram citados como possíveis atrações. Medina tem interesse também em artistas direcionados ao publico infantil, como Miley Cyrus, a Hannah Montana. O nome de Lady Gaga, uma das maiores artistas da atualidade, também foi citado como um dos anseios do evento. O Rock in Rio foi realizado no Brasil em 1985, 1991 e 2001.

Fonte: Rolling Stone

A questão que fica é: qual será a bizarrice da vez?

1985: Com indumentária 'troo' Erasmo Carlos toca no mesmo dia que Whitesnake, Iron Maiden e Queen. O resultado foi o imaginado. Vaias e tudo que se tinha em mão sendo jogado no palco.


1991
: "Um, dois, três, quatro cinco, mil, queremos que o Lobão vá pra..." já era o coro ouvido desde o início da noite no Maracanã. Afinal de contas, o cidadão ia se apresentar na noite do Metal, logo após o Sepultura e antes de Queensrÿche, Megadeth, Judas Priest e Guns N' Roses. Para completar, a bateria da Mangueira faria uma participação especial durante o show. Resultado: na metade da segunda música, Lobão foi literalmente expulso pela platéia. E ele nem viu a Mangueira entrar...



2001: Imaginava-se que dessa vez tinham aprendido a lição, correto? Que nada. Mais uma vez na noite do Guns N' Roses, que dava as caras após muito tempo de reclusão, lá estava Carlinhos Brown. O artista, como todos lembram, foi alvo de tantas porradas quanto seu discurso demagogo e pseudo-moralista para o público. Pediu, levou.



É sabido que vai rolar algo do tipo novamente. Resta saber quem será o alvo da vez. Façam suas apostas!



Fonte: Van do Halen

Um comentário:

Wallace Siqueira disse...

Também os caras querem o que? Vão tocar na mesma noite que o metal, estilo que não tem nada a ver com o deles! Isso poderiam ser muito bem evitado se os organizadores tivessem o mínimo de bom censo! Esse tipo de bizarrice só acontece por aqui no Brasil! ¬¬°