domingo, 17 de abril de 2011

Games de Outras Épocas - Parte 1



Os videogames atuais são espetaculares, um verdadeiro show do que podemos ver de mais próximo da realidade no mundo virtual. Mas eu sou de outra época, tempos gloriosos dos 8 e 16-bits. Pra ser bem sincero, meu primeiro console foi um CCE compatível com Atari. Depois, um Dynavision 3 e seus joysticks que pareciam manches de avião. Logo na seqüência, o tão sonhado Super Nintendo, maior desejo da juventude no meu tempo. E é desse que trago o primeiro volume da série.


Sunset Riders foi lançado pela Konami em 1991, inicialmente nos Arcades. A grande novidade, também disponível no beat’em-up das Tartarugas Ninja que virou febre nos fliperamas à época, era a possibilidade de quatro jogadores simultâneos. Obviamente, nas versões caseiras a possibilidade foi reduzida. Aliás, no Mega Drive até o número de personagens caiu pela metade, sobrando apenas Billy e Cormano. Já no SNES, Steve e Bob também apareciam.

Enquanto Billy e Steve eram típicos caubóis norte-americanos, Bob e Cormano eram chicanos cabrones, o que obviamente os tornava mais legais – além de suas armas dispararem tiros múltiplos, o que facilitava e muito. O objetivo era o mais puro chavão do Velho Oeste: sair caçando criminosos e seus capangas em troca de dinheiro. No caminho rolava até umas passagens por cabarés e puteiros para alegrar os personagens. Apesar de não ser lembrado como um grande clássico, Sunset Riders marcou a infância de muitos gastadores de fichas e dedos nos controles. E até hoje pode facilmente ser encontrado para os emuladores da vida.


Aí o negócio é chamar os amigos e jogar tomando umas biritas e ouvindo Matanza, Dezperadoz e outros sons que te coloquem no clima. Jogaço!

Fonte: Van do Halen

Nenhum comentário: